EQUIPE

pesquisa

fabiana carvalho

BIO_Fabi.jpg

 É neurocientista. É bacharel e mestre em Bioquímica pela UFMG, onde se especializou em neuroquímica e processos de percepção e memória. É doutora em Psicobiologia pela USP e University of Glasgow, Escócia, onde utilizou neuroimagem para investigar como o cérebro humano percebe e prediz eventos a partir dos dados da experiência. Fez o seu primeiro pós-doutorado no King’s College London, Inglaterra, e o seu segundo pós-doutorado na USP. Hoje Fabiana é pesquisadora colaboradora na FEA-Unicamp onde investiga, em colaboração com o Professor Charles Spence, da University of Oxford (Inglaterra), o efeito de fatores externos ao café, como xícaras e embalagens, na percepção de sabor, aceitação e intenção de compra pelo consumidor.

verônica belchior

BIO_Veros.jpg

Verônica Belchior é bióloga, mestre em Ecologia pela UFJF e doutora em Ciência de Alimentos pela UFMG e UPorto. Em seu doutorado, estudou a construção de modelos estatísticos preditivos da qualidade de cafés especiais previamente classificados de acordo com o protocolo SCA. É Q-grader e instrutora dos cursos de análise sensorial em cafés especiais e química do café. Atualmente é pós-doutoranda no Departamento de Química da UFMG, cujo trabalho explora as ferramentas químicas analíticas de cafés crus e torrados, juntamente com quimiometria, na construção de modelos preditivos da qualidade de cafés submetidos a diferentes perfis de torração.

maísa mancini

BIO_Maisa.jpg

É nutricionista pela UFVJM (2012), Mestre (2016) e Doutora (2020) em Ciência dos Alimentos pela UFLA, na área de cafés especiais, com atuação em análise sensorial, desenvolvimento de novos produtos à base de café, comportamento do consumidor e crossmodalidade. No doutorado, estudou a influência de fatores externos ao café na percepção de sabor, com ênfase em atributos de embalagens.

COLABORADORES
DE PESQUISA

professor charles spence

Charles Spence é professor de psicologia experimental na Universidade de Oxford, coordenador do grupo de Pesquisa Crossmodal cuja investigação tem como foco a integração da informação das diferentes modalidades sensoriais. Ele também é consultor de várias empresas multinacionais a respeito de variados aspectos do design multissensorial. Charles também já conduziu pesquisas sobre Interação Humano-Computador (IHC) na Crew Work Station e Agência Espacial Europeia. Hoje ele pesquisa questões associadas ao design de alimentos que maximizam a estimulação dos sentidos, e o efeito do ambiente no humor, bem estar e desempenho. Charles publicou mais de 500 artigos em revistas científicas de alto fator de impacto durante a última década, e recebeu várias Premiações de Pesquisa.

bruno g. botelho

É Engenheiro de Alimentos (Centro Universitário de Belo Horizonte; 2007), Mestre em Ciências de Alimentos (FaFar/UFMG; 2009) e Doutor em Química Analítica (DQ/UFMG;2014). Atualmente é professor Adjunto do Departamento de Química da UFMG. Possui experiência na área de Tecnologia de Bebidas Fermentadas, principalmente Cerveja e Hidromel, assim como no desenvolvimento de método analíticos uni e multivariados aplicados a determinação de qualidade, parâmetros físico-químicos e detecção de adulteração/fraudes em alimentos e bebidas. Desde 2017 coordena o LaBeer, laborátorio que dedica a análise e controle de qualidade de bebidas fermentadas, prestando serviços para cervejarias de Minas Gerais e até de outros Estados.

jorge h. behrens

É docente da Faculdade de Engenharia de Alimentos, atuando na graduação e no Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição da Unicamp. Seus interesses de pesquisa incluem temas em Ciência Sensorial e do Consumidor, tais como: interações entre diferentes dimensões sensoriais (p.e. cor, gostos, textura) e efeitos sobre a aceitabilidade de alimentos e bebidas, estudos quali e quantitativos  sobre sobre o comportamento escolhas alimentares do consumidor e tendências em alimentação e comensalidade.

icon.png

EQUIPE

DESIGNERS

regis figueiredo

É diretor artístico do Studio Ubik que atua nas áreas de arquitetura, design gráfico e ilustração. Possui projetos em diversos segmentos comerciais no Brasil e no exterior, notadamente em cafeterias desenvolvendo itens relacionados como arquitetura, embalagens, campanhas, grifes, objetaria, cenografia, campanhas e afins.

dai dietzmann

É diretora de arte e trabalha com comunicação focada em cafés especiais. Começou na publicidade tradicional, atuando em diferentes agências no Rio Grande do Sul. Esteve envolvida com comunicação para pequenos negócios no SEBRAE, trabalhou com projetos de impacto social como diretora de arte na Shoot, empreendeu a BRONCO., uma oficina experimental de design para café e trabalhou na gestão da comunicação de uma torrefação de cafés especiais em Porto Alegre. Na fotografia, trabalhou em aventuras ecológicas e teve fotos publicadas em revistas internacionais especializadas em café como Standart e SOLO Magazine. Atualmente viaja o Brasil documentando a cultura do café especial no seu projeto fotográfico @obrasildocafe e cultiva café em sistema agroflorestal no projeto @mataemorro.

raíssa
castor

É artista e montadora, formada em Publicidade e Propaganda, atua com artes híbridas mesclando ilustração, gravura, fotografia e vídeo. Ilustrou diversos produtos principalmente no ramo de cafés especiais. Flerta com cinema há quatro anos trabalhando com as áreas de edição e finalização, também escrevendo projetos autorais. Imersa no café há seis anos, inicialmente como barista, realizou cursos de torra e análise sensorial e atualmente é sócia criadora da micro torrefação Papila Cafés, responsável pela curadoria e mídia social.

júlia
bertú

É artista plástica, ilustradora e designer gráfica. Trabalha primordialmente em projetos que envolvem questionamento de gênero e sexualidade, e de cunho feminista. Busca trazer para a esfera visual o diálogo afetivo entre o corpo, a forma e a matéria, e com isso atua também no campo da performance e da marcenaria em Belo Horizonte. É ilustradora no projeto Sapatosca, que traz para o universo gráfico as conexões e compartilhamentos entre mulheres. No meio do café, já ilustrou e produziu embalagens para o Coffee Lab, o Café Nita e The Coffee Sensorium. Já esteve presente em diversas exposições coletivas pelo brasil, principalmente em Minas Gerais, onde vive e trabalha, e em 2019 foi artista integrante do Festival Feminista de Lisboa.